domingo, 25 de dezembro de 2011

Comece o ano correndo !





Você já se perguntou: por que tanta gente corre? O que é que empurra milhares de atletas aficionados a participar de maratonas duríssimas? O que motiva toda esta gente correndo pela rua? A corrida é outra moda passageira condenada ao esquecimento?



Eu creio que correr chegou para ficar. A corrida nos permite alcançarmos um estágio especial no conhecimento de nosso próprio corpo. Neste mundo competitivo, repleto de esforço, tensão e inquietudes, correr é um dos melhores tranqüilizantes naturais, é um dos esportes mais agradáveis que você pode praticar. E também é um dos mais saudáveis e baratos.
Além disso, você desfruta de ar fresco e da paisagem e de um sentido de realização pessoal, seu coração e pulmões estão realizando um grande esforço. O esforço cardiovascular contínuo é a chave da saúde física. O que você necessita é correr para ficar em forma todo o ano.

Você se pergunta: por quer correr?
- Se sou seu médico lhe digo que: faça algo, ou acabará tendo um ataque cardíaco.
- Se passa o dia todo sentado, comece logo a fazer exercícios.
- Se você se sente mortalmente aborrecido.
- Está deprimido.
- Perdeu a energia, sente-se inútil.
- Bebe demasiadamente.
- Tem uns quilos a mais.
Já basta? Existem tantos motivos como categorias: os de idade avançada, de média idade, jovens, saudáveis ou nem tão saudáveis; tipo fortes e atléticos e também aqueles que uma vez foram levados pelo entusiasmo até que ele se dissipou.
As pessoas que praticam, calmamente, as corridas longas, correm puramente por prazer e declaram, a maioria, que depois de quarenta e cinco minutos ou uma hora de corrida se sentem extraordinariamente eufóricas, cheias de energia, exultantes.

Isso não é outra coisa do que o perfeito equilíbrio entre a mente e o corpo.

Além de terem o coração mais forte, o corpo dos corredores geralmente é magro. Dr. Peter Wood, bioquímico da universidade de Stanford, depois de verificar os resultados obtidos em suas pesquisas com corredores de idades entre 35 e 65 anos, afirmou que a condição física da maioria deles eram idênticas às pessoas com a metade da idade. Sua resistência era extraordinária e a esbelteza similar a indivíduos com 10 anos a menos.
Porém apenas correr não é suficiente para manter um peso constante. Perder quilos e conservar o novo peso depende do equilíbrio adequado entre o aporte decalorias e o gasto de energia ou, em outras palavras, entre o alimento consumido e a atividade física. Todas as calorias que são consumidas, mesmo depois de realizar exercícios como caminhar, correr, esfregar o chão, jogar tênis, pedalar, digitar ou pentear o cabelo, são armazenadas no corpo em forma de gordura. Deste modo, quanto menos atividade você fizer, maior será a possibilidade de acumular quilos.

Seu corpo sabe muito bem como se auto-regular

O corpo consome energia durante a atividade física. Na primeira meia hora de corrida constante o corpo usa as calorias obtidas na alimentação, somente quando esta termina é que começa a consumir a gordura acumulada. Esta gordura é energia de reserva, e disponível para ser usada quando os requerimentos dos esforços musculares solicitarem.
Se o seu peso é excessivo, apenas os fato de correr não vai resolver o seu problema. Vai ajudar, é lógico, já que a cada passo queimará calorias.
O mais provável é que você aumente o consumo calórico para satisfazer suas novas demandas energéticas do organismo. Pode até ganhas algum peso no começo de seu programa, quilos que se converterão em músculo puro, não em gordura.
Muitas mulheres tem comprovado que correndo afinam a cintura e coxas, áreas de muita preocupação como a barriga nos homens. Embora esteja certo que correndo você eliminará gordura, também é certo que esta reaparece quando para de correr. O exercício esporádico (1 ou 2 vezes por semana) oferece benefícios temporários.
A única meta de muitos corredores, a princípio, é fortalecer o seu corpo e aumentar a sua capacidade respiratória. Freqüentemente, cedo ou tarde a prática do exercício se transforma em algo mais que um simples meio de manter o corpo em boa forma física: é o momento da revelação, a evidência que suas faculdades mentais crescem junto com a capacidade pulmonar. E isso lhes dá prazer.
De um modo ou outro, a prática da corrida varre muitas das "teias-de-aranha" que têm se emaranhado em nossa cabeça. A maior parte dos corredores experimenta a revitalização de todas as suas capacidades à medida em que melhoram eu estado físico.
Aqueles que podem correr diariamente, ou ao menos algumas vezes na semana, e persistem nisso, terão a oportunidade de experimentar em seu organismo os efeitos benéficos que temos falado e, sobretudo, aprender a conhecer o seu corpo, isso eu lhe asseguro.
O programa que recomendo mais adiante é livre de sofrimentos, mas não de trabalho. Para que seja efetivo qualquer programa de preparação física tem que ser seguido semana atrás de semana, mês atrás mês. Deve se acomodar em seu temperamento e suas características físicas e convertido em parte integrante de seu modo de vida.

Um programa de jogging deve ser flexível o suficiente para se adaptar à maioria.

Que tal, antes de começar a correr, analisar a si mesmo? Que idade tens? Quais são suas condições físicas? Tem algum problema de saúde (asma ou alguma disfunção cardíaca)? É absolutamente necessária uma revisão médica antes do início da atividade.
Se você sabe que é afetado por alguma doença e, apesar disso, mantém o objetivo de participar de um programa regular de exercícios para melhorar a sua condição física geral, seu médico deverá lhe aconselhar o tipo de programa que se adapte melhor às suas possibilidades.


EM ALGUM LUGAR DO MUNDO CORRENDO SEMPRE.....

sábado, 24 de dezembro de 2011

Nosso Blog Deseja um Feliz Natal e um otimo ano novo!


FELIZ NATAL E UM PROSPERO ANO NOVO!





Que neste Natal e em todos os dias do proximo ano, possamos fazer de Jesus nosso melhor amigo, pois Ele e o maior motivo do Natal e da nossa exitencia. Feliz Natal e um novo ano cheio de amor, paz, amizade, humildade e sabedoria.






FELIZ 2012


terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Tombos, contusões e acidentes no esporte em 2011


 David Villa sente dores por fratura na perna esquerda durante a semifinal do Mundial contra o Al Sadd em Yokohama

                            Lyoto Machida sofreu um corte profundo na luta contra Jon Jones



Daniela Larreal e Mariestela Vilera vão parar no chão enquanto festejam o ouro na perseguição feminina, pelo ciclismo de pista do Pan




 Acidente envolve 15 carros na Fórmula Indy neste domingo (16/10/11); entre eles, Dan Wheldon, que não resistiu aos ferimentos e morreu


Jorge Lorenzo decepou parte do dedo após sofrer acidente durante aquecimento para o GP da Austrália de MotoGp (16/10/2011)



Daniela Larreal e Mariestela Vilera vão parar no chão enquanto Acidente envolve 15 carros na Fórmula Indy neste domingo (16/10/11); Jaqueline se choca com Fabi em tentativa de salvar uma bola no jogo contra República Dominicana


Daniela Larreal e Mariestela Vilera vão parar no chão enquanto Acidente envolve 15 carros na Fórmula Indy neste domingo (16/10/11); Jaqueline se choca com Fabi em O canadense Jocelyn Addison acerta um golpe em Heiner Oviedo, da Costa Rica, que sofre uma queda feia na disputa do taekwondo para lutadores com até 58kg


             Cubano Vicente Sanabria cai na prova de ciclismo de montanha do Pan (15/10/2011)



           Alex é atendido após desmaiar em campo na derrota do Corinthians para o Santos



Alex é atendido Eric Sorbye Matt Oppen se enrolam durante o enduro dos X Games 2011


Alex é atendido Eric Ryan Sheckler sorri durante queda na disputa do Skateboard Street nos X Games 17 de 2011


                                 Carro de Nick Heidfeld pega fogo em pleno GP da Hungria 



        Bielorruso Vadim Kaptur erra cálculo e bate a cabeça durante salto no Mundial de Xangai



Goleiro Júlio César grita de dor ao machucar o dedo na partida entre Corinthians e Botafogo (20/07/2011) 


                   Ciclista holandês Johnny Hoogerland corta a perna em acidente na Volta da França

domingo, 18 de dezembro de 2011

EM ALGUM LUGAR MUNDO CORRENDO

Cielo vê temporada positiva e projeta medalhas em Londres'2012



O nadador Cesar Cielo encerrou suas atividades em 2011 na disputa do Brasileiro Sênior, no Parque Aquático Maria Lenk. Depois de aumentar o repertório de medalhas de ouro no Rio de Janeiro, o atleta do Flamengo fez um balanço positivo da tumultuada temporada e projetou a conquistas de medalhas nas Olimpíadas de Londres-2012.

"Treinamos muito forte neste fim de ano para voltar do Natal e do ano novo em forma. Nadei tão rápido quanto era possível e saio daqui contente", afirma Cielo, que pretende retomar a preparação olímpica no dia 3 de janeiro. "A única data que existe no meu calendário agora é a da Olimpíada de Londres. Desde novembro, aliás, 2012 já começou para mim", completou.

No Brasileiro Sênior, ele foi campeão nos 50m (21s97) e nos 100m livre (48s52), além dos revezamentos 4x100m e 4x50m livre do Flamengo. No 4x100m medley, o clube ficou com a prata. Para completar, Cielo conquistou o ouro nos 100m livre do Open de Natação (48s42), realizado de forma simultânea.

Nos Jogos Olímpicos de Londres, o brasileiro tem índice nos 50m livre (21s52 do ouro no Mundial de Xangai) e nos 100m livre (47s84 do Pan de Guadalajara). Com as marcas, termina o ano como o líder do ranking mundial nos 50m livre e segundo nos 100m livre.

"O balanço de 2011 acabou sendo positivo. Nadei os 50m livre para os melhores tempos do mundo no ano, retomei os 100 m livre depois do Pan e saí de lá confiante. Depois de todos os problemas que eu tive no ano, me sinto ainda mais preparado, experiente e motivado", disse o nadador, que superou um teste positivo de antidoping.

No ano, além da liderança no ranking nos 50m livre, Cielo levou o bicampeonato mundial e pan-americano na prova e ainda foi campeão pan-americano nos 100m livre e mundial nos 50m borboleta, prova que não é olímpica e que o brasileiro planeja retomar apenas em 2013.

Na próxima temporada, Cesar Cielo quer manter o embalo. "A última prova do ano mostrou que é bom estar treinando melhor. Vou fazer tudo para continuar nessa pegada até a Olimpíada, uma competição que é muito especial. Vamos brigar pelo bi nos 50 e por uma medalha nos 100m livre", avisou.

O técnico Alberto Silva, comandante do Projeto Rumo ao Ouro em 2016, montou um calendário com uma prova por mês até os Jogos de Londres. Em janeiro, Cielo fará preparação em altitude. Na sequênicia, disputa o GP de Missouri (fevereiro), o Sul-Americano (março), o Maria Lenk (abril) e duas provas do Mare Nostrum (junho).

Classificação - Nos cinco dias de disputa no Maria Lenk, Graciele Hermann (50m livre), Joanna Maranhão (400m medley), Nicolas Oliveira (100m livre), João Jr (100m peito) e Henrique Barbosa (200m peito) garantiram presença em Londres-2012. Até o momento, 13 brasileiros - 10 homens e três mulheres - já se classificaram.

Com a disputa do Torneio Open, o calendário da natação brasileira acabou neste domingo. O Minas Tênis Clube (345 pontos) foi o campeão, seguido por Pinheiros (322) e Flamengo (212). Os atletas ainda têm três oportunidades para conseguir vaga em Londres: o Sul-Americano, o Troféu Maria Lenk e a Tentativa Olímpica.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Dicas de esportes para praticar no verão .

As férias estão chegando.



 É hora de relaxar e curtir os dias de folga. Muitas pessoas aproveitam esse período para ir à praia. Mas nada de só ficar tomando sol ou apenas sentado vendo os dias passar. Falta de tempo e preguiça não são mais desculpas para escapar dos exercícios.

Praticar esportes na praia é uma boa opção em todas as idades, desde que se tomem os devidos cuidados. Os sedentários devem se exercitar de forma moderada. Os esportes são os mais variados, vão da areia ao mar. Conheça os mais praticados.

Vôlei

É um dos esportes que mais ajudam na sociabilização, porque reúne família e amigos na disputa das partidas. Pode ser praticado em grupo ou em dupla.
Na areia fofa, essa atividade exige mais esforço do que na quadra. Serve como exercício aeróbico e muscular, pois fortalece os membros superiores e inferiores, além do sistema cardiovascular.

Frescobol

Diferentemente dos outros, o frescobol não tem adversário, e sim parceiro. É sempre realizado em dupla ou, no máximo, trio. Além de melhorar o condicionamento físico, por exigir um pouco mais de exercício aeróbico que o vôlei, favorece a concentração e o equilíbrio. Por seu dinamismo, exige muita agilidade, reflexo e coordenação motora.

Futevôlei

É um esporte que mistura os princípios do vôlei e a proibição do futebol de colocar a mão na bola. Apenas cabeça, tronco, pernas e pés entram na brincadeira. Realiza trabalho cardiorrespiratório e ajuda a fortalecer a musculatura das pernas.

Futebol

Talvez seja o mais praticado dentro e fora da praia. Proporciona melhor condicionamento físico e aumento da massa muscular e da força nas pernas.

Surfe

É uma das atividades físicas mais relaxantes e solitárias. A parceira é a prancha e a disputa é com o mar, pela melhor onda. Excelente exercício cardiovascular. É uma atividade complexa, que trabalha toda a musculatura e desenvolve o equilíbrio e a coordenação motora.

Caminhada

Pode ser feita em qualquer lugar. Nada melhor do que a bela vista do fim de tarde à beira-mar para dar uma volta a pé. Caminhar na areia é ótimo, pois ajuda no fortalecimento dos músculos inferiores e no condicionamento físico. É a atividade mais indicada para aqueles que não praticam exercícios físicos regularmente.

Natação

Não é a atividade física mais praticada na praia. Como o surfe, é um esporte solitário, em que não existe dupla nem time, porém é muito relaxante. Serve como atividade cardiovascular e cardiorrespiratória. Além disso, é um exercício completo, que trabalha com os músculos inferiores e superiores.

Esporte com bom senso

O que importa é o prazer de praticar algum esporte, mas sempre tomando cuidado para não exagerar .

Quando se fala em atividade física, a prática moderada é a atitude adequada para quem é sedentário e não deixa de lado os exercícios na praia.

“Antes de dar início a qualquer atividade física é preciso fazer um checkup; mas, como muitas pessoas fazem esportes apenas quando vão à praia, o mais indicado é o bom senso e praticá-los em horários adequados, fora dos períodos de sol intenso”, alerta Márcio Marega, fisioterapeuta do Einstein.

Evite se esforçar entre 10 e 16 horas, período de temperaturas mais elevadas.
As atividades mais indicadas para os sedentários são as caminhadas e andar de bicicleta. Tranquilas, exigem menor condicionamento físico. “O que importa é o prazer de praticar algum esporte, mas sempre tomando cuidado para não exagerar”, diz Marega.

Para curtir as férias da melhor maneira possível, é preciso tomar alguns cuidados essenciais. Antes e depois de qualquer exercício deve ser feito alongamento. Antes de começar, serve para preparar a musculatura para os estímulos e, depois do exercício, para descansar os músculos.

“O principal segredo para fazer algum esporte na praia é se proteger”, lembra o fisioterapeuta. A alimentação também requer cuidado. Comida leve – típica de verão – é a melhor pedida, sempre reforçada com muita salada e fruta, para que não pese no estômago nem cause mal-estar ou “aquela” moleza.

Outro fator importantíssimo é a hidratação.

O consumo de água deve ser feito antes, durante e após as atividades físicas. Evite as bebidas alcoólicas. Elas não combinam com esporte.

Para ir à praia use roupas leves e claras, que facilitam a transpiração; porém evite o branco, pois essa cor absorve mais o calor. Dentro da sacola de praia deve sempre haver um protetor solar - essencial antes e depois da atividade física, principalmente para quem sua muito.



Agora é só curtir as férias.

12 dicas para ter pernas definidas e torneadas para o verão .

 


 
 Mulheres tendem a acumular gordura no quadril e nas pernas enquanto os homens acumulam no abdômen.

A boa noticia é que as mulheres foram geneticamente favorecidas para terem pernas proporcionalmente mais fortes que os homens. Infelizmente não existe nenhum programa de treinamento físico que elimine gordura de apenas algumas partes do corpo. Trabalhar para aprimorar uma única parte do corpo é uma proposta inviável.  

Por essa razão a melhor proposta para conseguir pernas estonteantes é desenvolver um programa completo de condicionamento físico acompanhado por uma dieta saudável, onde você perca gordura e ganhe massa muscular. A chave para conseguir pernas torneadas é aprender como fazer isso. 

Exercícios regulares e uma dieta balanceada são essenciais no processo de redução de gordura corporal. Exercícios contra a resistência, como a musculação, serão responsáveis para que, uma vez que a gordura se disperse, os músculos tonificados se tornem visíveis. É importante dizer que só é possível eliminar a gordura em uma parte especifica do corpo sem emagrecer por inteiro através da lipoaspiração. O processo natural de emagrecimento através da atividade física e dieta resulta em um corpo muito mais harmônico, proporcionando um estilo de vida saudável que vai além dos resultados estéticos.  

Siga as seguintes dicas para conseguir pernas definidas e torneadas:

  1. Faça musculação! A prática da musculação não só será responsável para desenvolver os músculos das suas pernas, mas também a ajudará a perder gordura! O aumento da massa muscular aumenta seu metabolismo de repouso, ou seja, você queima calorias mesmo enquanto você dorme.
  2. Entenda suas pernas. Suas pernas são formadas por basicamente 4 partes. O quadríceps (parte da frente da coxa), o Bíceps Femural (parte de trás da coxa), os Adutores (Parte interna da coxa) e o Tríceps Sural (Panturilhas). Entenda a função desses músculos e liberte-se. É o seu corpo e você o domina!
  3. Para trabalhar a parte da frente da coxa isoladamente você precisa estender os joelhos contra uma resistência. O movimento mais típico é a cadeira extensora encontrada na sala da de musculação.
  4. Analogamente, a parte de trás da coxa é solicitada quando você flexiona os joelhos contra uma resistência. Em uma academia você também pode trabalhar esse músculo na mesa flexora.
  5. Isolar o trabalho da parte interna das coxas requer o movimento de fechar as pernas contra uma resistência. Um movimento típico na sala de musculação é a cadeira adutora.
  6. Agora quando você abre as pernas contra uma resistência você na realidade está trabalhando a parte lateral dos glúteos. Só que desenvolver os glúteos é importante para realçar pernas uma vez que você elimine a gordura do culote. Um dos exercícios mais comuns é a cadeira abdutora encontrada na sala de musculação. No entanto é possível realizar o mesmo trabalho com outros acessórios que resultem em resistência neste caso e nos anteriores.
  7. Para trabalhar a panturrilha você precisa ficar na ponta dos pés contra uma resistência, de preferência alongando-as ao máximo quando descer. Você pode trabalhá-las em aparelhos específicos,  mas entendendo que sua função é elevar seus calcanhares você pode criar outras alternativas. Por exemplo, apóie a ponta dos pés na beira de um degrau, segure no corrimão e eleve os calcanhares, desça lentamente até abaixo da linha do degrau e repita. Você está praticando musculação contra a gravidade!
  8. Agache! O movimento de se agachar mesmo que seja contra gravidade trabalha todos os músculos da perna. Agachamento livre, Hack Squat e Leg Press podem parecer termos estranhos para você, mas são movimentos de musculação que simulam o ato de agachar contra uma resistência. Que tal levantar e sentar da sua cadeira várias vezes?  Mais musculação gratuita para você e menos desculpas para você não se mexer.
  9. Eduque-se e liberte-se! Agora que você entende que suas pernas não foram feitas para ficarem cruzadas, vamos usá-las da maneira que uma verdadeira guerreira as usaria. Ande, corra, suba escadas, ande de bicicleta, de patins, dance, pule corda, jogue bola, etc. Enfim, divirta-se e chute a gordura para fora enquanto você torne-a os músculos das suas preciosas pernas.
  10. Faça exercícios aeróbios! Não estou falando somente de fazer esteira, bicicleta ou aquela aula especial na academia. A idéia é se mexer por pelo menos 30 minutos mantendo sua freqüência cardíaca acelerada de maneira segura, pelo menos 3 vezes por semana. Mexa-se, movimente sua conta calórica e pare de usar o engordurado cheque especial. Encontre maneiras de gastar a gordura que cobre suas maravilhosas pernas.
  11. Conquiste-se! Nada na vida vem sem esforço, dedicação e persistência. Estabeleça metas e não deixe nada e ninguém te desviar da rota. Não se esqueça que seu maior inimigo será você mesma. Se você quiser pernas mais definidas e musculosas você as terá. Pessoas que falam que não conseguem perder aquela gordura localizada teimosa são as pessoas que não tiveram a disciplina de fazer dieta e exercícios até o fim para acabar com aquela gordura teimosa. A gordura que acumulou primeiro e vai embora por ultimo!
  12. Faça Dieta Já! Atividade física é uma parte vital para que você consiga as pernas torneadas que tanto sonha, mas não é o suficiente. Você vai gastar mais calorias em repouso por causa do aumento da massa muscular e vai gastar mais calorias fazendo exercícios aeróbios, mas se quiser os melhores resultados vai ter que ingerir menos calorias. Encontre uma dieta que se adapte ao seu estilo de vida e gostos pessoais e a siga a risca.


                                                                 Ninguém pode detê-la!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Fumo, Cigarro e Suas Conseqüências - O Fumo Mata eu Prefiro Correr





O uso do tabaco é uma das principais causas de morte evitável no mundo nos dias de hoje. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS -, 7,9 milhões de pessoas no mundo morrem todo o ano vítimas de algum tipo de câncer, o que torna a doença a maior causa de mortes mundialmente. Ainda segundo a OMS, a maioria das mortes relatadas se refere aos casos de câncer de pulmão.

No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, INCa, mais de 27 mil novos casos de câncer de pulmão serão diagnosticados em 2008. No país, a data de 29 de agosto de 2008 é marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Fumo.


Pelo menos um terço da população mundial adulta, ou 1,1 bilhão pessoas, fuma. Embora o hábito de fumar cigarros esteja diminuindo em muitos países desenvolvidos, ele tem aumentado na maioria dos países em desenvolvimento. Estima-se que 48% dos homens e 7% das mulheres fumem nos países em desenvolvimento; em países industrializados, 42% dos homens e 24% das mulheres fumam - isto representa um aumento acentuado do hábito do tabagismo no sexo feminino. O uso do tabaco é também uma epidemia pediátrica: a maioria dos fumantes começa a usar o tabaco durante a infância e adolescência.

Um fumante, a longo prazo, tem uma chance de 50% de morrer prematuramente de uma doença causada pelo cigarro. A cada ano o tabaco causa aproximadamente 4 milhões de mortes prematuras. A epidemia irá causar a morte de 250 milhões de crianças e adolescentes que estão vivos hoje, um terço dos quais mora em países em desenvolvimento. No ano 2030 o cigarro provavelmente será a principal causa de morte em todo o mundo, com mais de 10 milhões de óbitos anuais; estará causando mais mortes que a AIDS, tuberculose, mortalidade materna, acidentes automobilísticos, suicídios, e homicídios, combinados.


Como são projetados cuidadosamente para minar esforços dos usuários que tentam deixar o hábito de fumar, abandonar o cigarro simplesmente não é uma questão de escolha para a maioria dos usuários do tabaco. Ao contrário, envolve uma luta para superar o hábito. Muitos fatores combinam com a capacidade viciadora do tabaco para tornar difícil deixar de fumar, inclusive apresentações na mídia e aceitação cultural e da sociedade.

O uso do tabaco está consolidado na vida cotidiana, e pode ser reforçando fisiologicamente, psicologicamente, e socialmente. A indústria do tabaco, sentido-se fortemente pressionada com campanhas contra o fumo nos países desenvolvidos, tem incrementado suas ações de marketing em países mais pobres do terceiro mundo. Está tambpem bem comprovada a influência da mídia sobre o hábito do uso do cigarro.
Deixar de fumar em qualquer ponto da vida provê benefícios imediatos e benefícios a longo prazo significativos para a saúde. Nenhuma quantidade de uso de tabaco está segura. A abstinência de produtos do tabaco e ausência de exposição à fumaça de outros fumantes é necessária para maximizar a saúde e minimizar o risco.

  ou 

Voçê tem a opção escolher ?
Eu prefiro saúde !!!!!!


NÃO PODE CORRER? CAMINHADA SEUS PRIMEIRO PASSOS

A caminhada não serve apenas para um bom passeio. Ela é a porta de saída do sedentarismo e, se bem planejada, vira uma ótima ferramenta para ganhar condicionamento físico.

 

Devagar e sempre

Uma caminhada leve costuma ser encarada como um simples passeio. Por isso, acaba sendo desprezada como atividade física, quando deveria ser estimulada com tal. Esse é o ritmo que normalmente adotamos para ir à padaria ou nas atividades de lazer. "É o tipo de caminhada apropriado para quem sofre de obesidade, artrose ou problemas cardíacos ou nunca praticou atividade física. Leva-se em geral de 10 a 20 minutos para percorrer 1 quilômetro". "Mesmo assim, andar em passos lentos é suficiente para reduzir o risco de doenças cardíacas e osteoporose e promover uma sensação de bem-estar, além de ser o primeiro estágio de adaptação aeróbica e neuromuscular em indivíduos fora de forma."

Tanto isso é verdade que o acúmulo de passos, por meio do uso de pedômetros, é uma das estratégias de combate ao sedentarismo, um problema relacionado a quase 2 milhões de mortes por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde. “Temos como parâmetro a marca de 10000 passos por dia para um indivíduo ativo, ou 3800 a 4000 feitos de forma ininterrupta, por 30 minutos. É uma forma simples e fácil de implantar a atividade física na rotina, com o objetivo de ter mais saúde”.

 
Aperte o passo

Uma caminhada moderada é considerada ideal para indivíduos saudáveis que querem emagrecer e ganhar fôlego e, de quebra, manter afastado o risco de doenças como diabetes, hipertensão e até câncer de colo e de mama. “Um ritmo de 8 ou 9 minutos por quilômetro [6,4 a 7,2 km/h] estimula um maior gasto calórico e o sistema cardiorrespiratório. Uma pessoa de 68 kg pode queimar em uma hora cerca de 300 calorias".

Há duas formas de perceber esse esforço mais intenso: pela conversação e pelo suor. Em um ritmo leve, conversamos normalmente e o suor fica restrito ao rosto e à cabeça; no moderado, precisamos tomar ar para completar uma frase e o suor começa a surgir no tronco; em uma caminhada em ritmo forte, apenas conseguimos soltar uma ou outra palavra, e o suor passa a aparecer também nas pernas.

Se seu objetivo é começar a correr, não banque o apressadinho, pois o estágio da caminhada é fundamental para a adaptação e o fortalecimento muscular, com menor risco de lesões, em função das diferenças biomecânicas da passada e do menor impacto, como explica Marcos Paulo Reis. “Na caminhada, não há a fase de ‘voo’, a passada é mais curta, o pé mantém contato com o solo maior e mais frequente do que na corrida, além de flexionarmos mais o tornozelo. Embora o impacto seja menor, o tempo de contração muscular é maior, além de a musculatura da perna ser mais solicitada, principalmente o tibial anterior, na canela.” O tempo de adaptação na planilha dependerá das características e do nível de condicionamento de cada um.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Seis motivos para a corrida entrar na sua vida

Considere o esporte como um aliado e descubra que seus benefícios vão além da melhora do condicionamento físico.


Com o ritmo de vida agitado, com o estresse presente no dia a dia e com as obrigações pessoais e familiares, há uma busca incessante por atividades que promovam bem-estar não apenas físico, mas também social e, principalmente, mental.

A corrida é uma forte aliada nessa busca e muitos desconhecem sua importância e seus benefícios diretos e indiretos, quando os resultados vão além da melhoria física. Com ela, você vai:

- Ganhar qualidade de vida, consequência da melhoria do seu condicionamento cardiovascular.

- Reduzir o estresse, com uma melhora significativa do humor.

- Aumentar a auto-estima, tanto pelo fato de se sentir fisicamente melhor, como também por ver que é capaz de atingir metas projetadas.

- Ampliar seu círculo de amizades dentro de um ambiente saudável.

- Sentir maior disposição para conciliar trabalho e vida pessoal (inclui a família, que necessita de uma atenção especial).

- Se motivar mais para participar de provas de rua, como forma de socialização com pessoas mais experientes no âmbito do esporte.

Portanto, a corrida bem orientada, com certeza, proporciona um ganho significativo no seu bem-estar. Adote esta prática esportiva como parte integrante de sua rotina.

Bons treinos !

EM ALGUM LUGAR DO MUNDO CORRENDO

Lesão labral de quadril

Capaz de acabar com a carreira de atletas como Gustavo Kuerten e Magnus Norman, as lesões labrais do quadril se tornaram muito freqüentes nos últimos anos. Porém, o sucesso do tratamento ainda é bastante controverso.

O labrum acetabular é uma estrutura fibrocartilaginosa que reveste o acetábulo, parte interna do quadril onde o fêmur se encaixa. O labrum tem várias funções importantes na articulação do quadril, como manter a pressão intra-articular e ajudar na distribuição do líquido sinivial. Por esse motivo, ele é descrito por muitos autores como o menisco do quadril.

As alterações anatômicas do fêmur, do acetábulo ou de ambos podem levar à lesão do labrum, por mudar a relação normal entre a articulação e causar o impacto do fêmur contra o acetábulo durante os movimentos normais do quadril, principalmente a flexão e a rotação interna, ocasionando não somente a lesão labral mais também a lesão da cartilagem acetabular, sendo um fator predisponente desencadeador da artrose do quadril.

Aqueles atletas que apresentam uma lesão do labrum acetabular podem apresentar dor na região inguinal e nádegas. A maior incidência desse tipo de lesão é a população praticante de atividade física, amadores ou profissionais, qualquer indivíduo pode apresentar esse tipo de lesão.

O tratamento pode ser realizado de maneira conservadora ou cirúrgica. O tratamento conservador consiste basicamente em fisioterapia por meio de equilíbrio muscular entre os músculos do quadril com ênfase em adutores e abdutores, porém o fortalecimento desses músculos deve ser orientado por um profissional, já que um exercício feito sem orientação pode levar a maior atrito na região e piora do quadro.
O tratamento cirúrgico é realizado por meio de artroscopia e visa corrigir a lesão do labrum e também a deformidade causadora da lesão, esse tipo de tratamento é adotado geralmente na falha do tratamento conservador.


FONTE:http://o2porminuto.uol.com.br

Corrida em percurso acidentado


Correr em piso liso, regular, já apresenta certa dificuldade para os praticantes de corrida, mas os corredores que desejam aprimorar sua condição física e participar das corridas de rua procuram treinar em percursos variados como subidas e descidas, estradas com pedregulhos, areia, grama e praia, que acabam por promover o condicionamento físico de todas as idades.
Mas os treinos em trajetos difíceis são assim simplesmente fáceis e devem ser praticados por qualquer pessoa, como se estivesse treinando em percursos planos?
Vamos ver cada um dos exemplos e o que mudar para não se lesar.
Subidas e descidas
O que fazer: Escolher as subidas e descidas compatíveis com o seu condicionamento físico. Subir com elevação dos joelhos, respiração controlada (não permitir respiração exagerada), o que mais importa numa subida, depois do treinamento da condição anaeróbia, é o fortalecimento muscular de membros inferiores. Depois, a condição emocional deve ser observada.
Na medida em que você avançar nestes tipos de treinos, deverá verificar se está ficando mais fácil e se você ainda sente prazer por realizá-los. Nas descidas, vem como principal observação, a quantidade e o tipo de impactos gerados por tal movimentação, já que o impacto é proporcional a inclinação e a distância desta descida.
O mais importante neste tipo de treino será, sem dúvida, a questão da coordenação para descer, que só se consegue a partir da prática deste tipo de exercício, aperfeiçoamento da técnica de descida e aumento controlado da velocidade para ser utilizado em provas. Nos casos das subidas e descidas, elas terão seus efeitos esperados quase que exclusivamente para os corredores que competirão em provas com o perfil altimétrico desta natureza.
Quando fazer: Preferencialmente em períodos de base e em casos específicos de provas de cross country e ou subidas e descidas no asfalto.
Por que fazer: Para fortalecimento muscular e a melhora do comportamento emocional em prova.
O que esperar destes trabalhos: Resultados neste tipo de trabalho para corredores com mais de dois anos de treinos ininterruptos são melhoras no organismo por volta de quatro a seis semanas.
Tipo de passada e pisada mais apropriados: O pisar, tanto na subida como na descida, deve caracterizar-se por toques rápidos e o contato com o solo, utilizando uma menor porção dos pés, como exemplo da subida que requer o apoio da parte da frente do pé, tocando o solo. A passada, por sua vez, será menor e mais alta, obrigatoriamente.
No caso da descida, o contato é obrigatório, até mesmo por uma questão de formação biomecânica de membros inferiores, além da função especifica que tende a aproximar o contato do pé para baixo do corpo. Eliminando a possibilidade de queda, a passada tende a ser menor e o toque será mais frequente, tanto quanto for maior o condicionamento físico e a utilidade prática deste tipo de velocidade em provas, por exemplo.
Pedregulhos e Areia
Quando Fazer: Em treinamentos de base e ou para treinamento com fins de provas de cross e corridas de aventura.
Por que fazer: Com a finalidade especifica de fortalecimento para tais pisos, que só se consegue realizando tais trabalhos. No caso da areia, cito a condição de areia fofa.
O que esperar destes trabalhos: O fortalecimento único e exclusivo para a participação em provas nas quais o piso seja este.
Tipo de passada e pisada mais apropriada: Tanto um caso como o outro serão necessárias pisadas mais curtas e rápidas, levando o praticante a utilizar mais energia para se manter treinando por vários minutos. O toque dos pés predominará pela porção frontal do pé, e a tendência de tal atitude será a de manter o corpo do corredor equilibrado, o que levará o seu praticante a perceber ainda mais a sua postura para não incorrer em desequilíbrio e possível lesão de tornozelos e joelhos.
As passadas deverão ser curtas, levando a menor exigência de ligamentos e musculatura de membros inferiores, inseridos nas articulações de joelhos e pélvis.
As diferenças entre o piso de areia fofa e o pedregulho
Areia Fofa: É uma condição de irregularidade que tenderá a jogar o apoio do corpo para as laterais. Recurso que tem o atleta: correr com bastante atenção, segurando o seu apoio mais perto possível do seu apoio, ou seja, em baixo do seu corpo.
Pedregulho: Piso perigoso requer um autoconhecimento elevado das reações nervosas e força de músculos inferiores aprimorada.
No início de tais treinamentos, deve-se levar em conta o tempo de treino em anos, e a utilização prática de tal treinamento. A diferença entre os tamanhos das pedras podem tornar o treinamento nestas condições, um pesadelo.
Grama e Praia (areia dura)
Quando fazer: Pode ser praticado por qualquer pessoa e em qualquer fase de treinamento.
Por que fazer: É um tipo de treino que pode ajudar na recuperação dos impactos dos demais treinos. A força exercida em alguns casos pode ser benéfica para a formação e para o aperfeiçoamento das resistências e velocidade do corredor.
O que esperar destes trabalhos: É uma possibilidade a mais de treinamento, sem o grande risco de lesões, porém, como em qualquer circunstância de treino, é possível que os exageros aconteçam, principalmente pela quantidade e pela velocidade. Este critério deve ser levantado, principalmente pelo objetivo de se treinar mais ou menos horas nestas condições de piso. A areia dura tem a sua resistência bem diminuída quando comparada ao solo duro e, por isso, força mais as articulações de joelhos e tornozelos. A grama, muitas vezes molhada, oferece uma “derrapagem” característica, levando o corredor a se esforçar um pouco mais do que em pisos mais duros e resistentes.
Tipo de passada e pisada mais apropriada: A passada pode ser curta ou média, e a sua frequência pode ser moderada a rápida, para os casos de treinos para provas e lenta a moderada, para treinos de iniciantes nas corridas. A pisada pode ser mais confortável (utilizando o pé todo no apoio), diferenciando apenas para os casos de atletas que requeiram treinamentos mais específicos de provas (onde utilizarão mais as porções posteriores dos pés). Para os atletas, ainda, os treinos em pisos deste tipo, podem ser visados para o relaxamento da musculatura após eventos.

Bons treinos amigos!!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...