sábado, 31 de outubro de 2015

Dica de leitura!

Foto de Consultoria Esportiva Taubaté.

Relatos de um corredor amador esforçado que superou não só muitos quilômetros de asfalto, mas também uma batalha contra o câncer. Assim pode-se resumir o livro Diário de um Corredor, do maratonista Álvaro Reis. As páginas reúnem diversas histórias sobre treinos, provas, lesões e muitas aventuras.
No início, a ideia do autor não era criar um livro. O atleta sempre gostou de registrar suas experiências em provas mundo afora, e para isso criou um site no qual compartilhava com outros corredores seus relatos. Com o tempo, ele conseguiu acumular não só muitos quilômetros como também muitas palavras e decidiu, então, organizar tudo em um livro sobre corrida.
Segundo o autor, o resultado foi muito mais do que um conjunto de relatos sobre sua vida esportiva. É a narrativa de um ciclo quase sem fim em que uma linha de chegada sempre leva o leitor a uma próxima largada. E cada descrição de corrida é sempre acompanhada de surpresas, voltas e reviravoltas, sucessos e fracassos, alegrias e tristezas.
No decorrer da obra, o leitor consegue acompanhar toda a evolução e dedicação de Álvaro desde seus 5 km no Aterro do Flamengo até seus 89 km na África do Sul. Entre esses extremos, muitas histórias vividas em passeios pré e pós provas, como os safáris que fez no continente africano e a incrível aventura de subir o Kilimanjaro.
Apesar de ser um livro sobre corrida, pretende incentivar tanto os leitores que já são esportistas como aqueles que ainda estão na luta para abandonar o sedentarismo.

FRASE DO DIA!

RUNNING FOR FUN!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O ESPORTE E O DESENVOLVIMENTO DA CRIAN

Foto de Consultoria Esportiva Taubaté.
A atividade física regular tem aumentado entre as crianças.
Contudo, especialistas recomendam que ela faça parte do dia-a-dia de maneira equilibrada, respeitando suas habilidades motoras e sua capacidade de aprendizado.

O esporte é importante para a saúde e para o bem-estar do ser humano. Para a criança pode ser um fator fundamental de desenvolvimento, desde que contribua de forma positiva para o seu físico e para a sua mente. Porém não deve ser imposto como obrigação ou como imposição do desejo dos pais de transformar seus filhos em atletas.

Entre os quatro e os seis anos, a criança deve começar a ter contato com o esporte de maneira prazerosa, como uma brincadeira. Ela deve aprender a correr, pedalar ou praticar alguma atividade física em grupo, sem
nenhum compromisso maior. Nessa idade, a criança deve experimentar várias modalidades esportivas, sem obrigação de aprender suas técnicas específicas. Com aproximadamente oito anos, é bom deixar que ela se direcione para determinado esporte, de acordo com suas habilidades e preferências.
A partir dos doze anos, ela passa a se interessar pelos esportes competitivos. Essa é a melhor fase para identificar a modalidade esportiva ideal para os filhos, sempre respeitando os limites de acordo com a idade. Os pais devem sempre evitar que a criança fique a maior parte do tempo diante da TV ou do computador.
Quando a atividade física é tratada como brinquedo ou diversão, sem regras, há mais chances de conquistar a criança. Dados da Academia de Pediatria mostram que 75% das crianças obrigadas a praticar esportes de que não gostam deixam de praticá-los por volta dos quinze anos, com grandes chances de tornarem-se sedentárias.
Alguns pais que praticam determinado esporte direcionam o filho para esse esporte, até de forma inconsciente. Se houver muita pressão e ele não conseguir corresponder, o peso pode se tornar grande demais, com conseqüências negativas para o equilíbrio emocional e físico da criança. Pais esportistas devem usar o esporte para aumentar a convivência, estimular a atividade física regular e melhorar a qualidade de vida familiar.
A pré-adolescência é um ótimo momento para introduzir a musculação, pois nessa fase os hormônios começam a entrar em ação, deixando o organismo mais receptivo ao uso da força física.
Os esportes coletivos, como basquete, vôlei ou futebol proporcionam troca de experiências e ajudam a criança a se relacionar melhor. Os esportes individuais, como tênis ou ginástica olímpica, exigem bom auto-conhecimento, atenção individualizada e são bastante direcionados para um objetivo a alcançar. Ambos desenvolvem a coordenação motora e permitem trabalhar todos os músculos do corpo.
Alguns esportes exigem que a criança comece a treinar seriamente bem cedo, isto é, por volta dos cinco ou seis anos. Eles exigem atenção dobrada dos pais, pois o esporte competitivo, nesta idade, pode ser lesivo ao aparelho locomotor, prejudicando o seu desenvolvimento natural.
A atividade esportiva praticada pelo menos três vezes por semana, durante uma hora, produz aumento do gasto calórico, melhora a capacidade aeróbica, desenvolve a massa muscular e estimula o sistema neuropsicomotor.
As duas primeiras décadas de vida são fundamentais para o crescimento ósseo e o amadurecimento biológico. Entretanto, o excesso de treinamento, sem períodos de descanso indispensáveis ao organismo, pode trazer prejuízos, tais como diminuição ou até interrupção do crescimento, cansaço, desânimo, deficiência de aprendizado, sistema imunológico debilitado e corpo mais suscetível a lesões. Os pais devem ficar atentos ao esporte praticado por seus filhos, observando se o programa de atividades é adequado para a sua idade e para o seu bom condicionamento físico.

DICA DE HOJE!

domingo, 4 de outubro de 2015

6 benefícios da corrida para a saúde feminina!

Foto de Consultoria Esportiva Taubaté.
Precisando de um incentivo para começar a treinar, confira alguns dos benefícios da corrida para a saúde da mulher!
A corrida de rua tem se tornado a prática preferida de mulheres de todas as idades para manter a forma. Além de ajudar a queimar as calorias e aquela gordurinha extra indesejada, o esporte contribui também para o aumento da massa muscular, controle do estresse, fortalecimento das articulações e tem muito mais benefícios.
Para incentivá-la a começar a dar seus primeiros trotes, listamos seis benefícios da corrida para a saúde da mulher. Confira:

1- Acelera o metabolismo
A mulher tem o metabolismo mais lento se comparado ao do homem. Isso ocorre porque os homens têm até 20% a mais de músculos que as mulheres e, quanto mais músculo, mais energia o corpo gasta para se manter. A corrida acelera o metabolismo, o que é fundamental para a queima de gordura.

2- Tonifica a musculatura
Durante a corrida, grandes grupos musculares são utilizados. A atividade ajuda a tonificar panturrilhas, coxas e bumbum, pois utiliza esses grupos de forma intensa.

3- Aumenta a libido
A corrida aumenta e regula os níveis hormonais do corpo, o que equilibra o organismo e aumenta o interesse sexual.

4- Aumenta a resistência muscular
A corrida proporciona um aumento da resistência muscular, principalmente das pernas, o que melhora a performance esportiva.

5- Ajuda a combater a insônia
Por se tratar de um exercício físico de grande intensidade, a corrida reduz a ansiedade e produz substâncias que relaxam e trazem bem-estar ao organismo. Tudo isso leva ao relaxamento do corpo e consequentemente ajuda na hora de dormir.

6- Alivia as crises de enxaquecas
A prática regular de atividade física pode reduzir drasticamente as crises de enxaqueca, doença crônica que afeta três vezes mais as mulheres. Os exercícios aumentam a produção de endorfinas, responsável pela sensação de bem-estar, além de melhorarem a circulação sanguínea e diminuírem o estresse.

Image do dia!

Sedentarismo!

Foto de Consultoria Esportiva Taubaté.

Sedentarismo é definido como a falta, ausência ou diminuição de atividades físicas ou esportivas. Considerada como a doença do século, está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna. Pessoas que tem um gasto calórico reduzido semanalmente pela ausência da prática esportiva são consideradas sedentárias ou com hábitos sedentários.
Consequências para a saúde - Uma vida sedentária é caracterizada pela ausência de atividades físicas podendo provocar um processo de regressão funcional, perda de flexibilidade articular além de comprometer o funcionamento de vários órgãos posteriormente distinguindo-se um fenômeno associado à hipotrofia de fibras musculares, além de ser a principal causa do aumento da ocorrência de várias doenças, como a Hipertensão arterial, diabetes, obesidade, aumento do colesterol e infarto do miocárdio. A vida sedentária pode também ser causa direta ou indiretamente de morte súbita.
Abolindo o sedentarismo - Existem diversas indicações para que os indivíduos sedentários possam adotar uma mudança de hábitos de vida de acordo com as possibilidades ou conveniências de cada um:
A prática de atividades físicas, esportivas: caminhar, correr, pedalar, nadar, praticar ginástica, exercícios com pesos e jogar bola são propostas válidas para haver combate ao sedentarismo e melhorar sua qualidade de vida.
É recomendada a consulta a um médico e um educador físico para a orientação das melhores atividades físicas já que não são recomendadas as mesmas atividades para todas as pessoas.



Vamos treinar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...